Caldas da Rainha: agradável surpresa para turistas em Portugal

Por Ema Regina Bianchi Aguiar

Há um ano e meio, meu marido e eu estivemos em Portugal e incluímos em nosso roteiro a cidade de Óbidos, situada a 90 quilômetros de Lisboa. Decidimos nos hospedar em Caldas da Rainha, a oito quilômetros de Óbidos, porque os hotéis daquela cidade ofereciam diárias bem mais baratas. Como estávamos de carro, não levaríamos muito tempo para chegar ao nosso destino.

Nos hospedamos no Sana Silver Hotel, um confortável hotel quatro estrelas e, para nossa surpresa, avistamos um parque, o Dom Carlos I, de uma beleza arrebatadora! Logo na entrada há um extenso gramado com canteiros verticais, esculturas e um lago por onde passeiam calmamente famílias inteiras de patos. Ao fundo do lago é possível ver uma bela construção, que bem poderia ser a residência oficial do conde Drácula ou de uma princesa à espera de seu príncipe encantado.

Os pavilhões do Parque Dom Carlos I

Caldas da Rainha PT (4) Sérgio Luís Aguiar
Plátanos perfilam caminho no Parque D. Carlos I, em Caldas da Rainha (Portugal)

O Parque D. Carlos I e os “pavilhões do parque”, como é chamada essa construção, foram projetados por Rodrigo Berquó, no final do século XIX. Os Pavilhões deveriam sediar o novo Hospital D. Carlos I, com o objetivo de transformar Caldas da Rainha em uma “verdadeira estância termal europeia”,  mas isso nunca aconteceu. Nos pavilhões já funcionaram um quartel militar, uma esquadra da polícia e uma escola secundária e atualmente estão desativados. De qualquer forma, a construção torna aquele parque ainda mais encantador!

Dona Leonor, a Rainha

Estátua no Parque Dom Carlos, em Caldas da Rainha, Portugal
Estátua no Parque Dom Carlos, em Caldas da Rainha

O primeiro e único Hospital Termal das Caldas da Rainha foi fundado em 1485 pela Rainha D. Leonor (esposa de D. João II), em atividade até hoje, sendo considerado o mais antigo do mundo com mais de cinco séculos. Diz a história que Dona Leonor teria encontrado nas águas daquela região a cura para uma enfermidade e mandara construir o prédio para facilitar os banhos públicos.

Como viajamos no Outono, as dezenas de plátanos que se perfilavam entre os caminhos que percorremos já mostravam suas folhas amarelo avermelhadas. Um cenário que está eternizado em minhas memórias dessa viagem a Portugal. Fica aí a sugestão para quem vai a Portugal e pretende incluir a cidade de Óbidos em seu roteiro de viagem: o Parque Dom Carlos I em Caldas da Rainha.

Ema Aguiar, que visitou Caldas da Rainha, em Portugal
Jornalista Ema Aguiar, que visitou Caldas da Rainha, em Portugal
  • A autora colaboradora é a jornalista  brasileira Ema Regina Bianchi Aguiar, que viajou para Portugal com seu marido Sérgio Luís Aguiar, em outubro de 2016.
  • Crédito fotos: Sérgio Luís Aguiar.
  • Com informações obtidas pela autora do blog, Michele da Costa, do governo de Portugal, disponíveis em 13/03/18; e do Termas de Portugal.

Gostou? Siga o blog, por email e nas redes sociais!
Talvez você também goste desses posts:
Monumento português foi inspirado no Cristo Redentor
Descobrindo Gaudí em Barcelona
 

  • midacosta
  • Autora do embarque40mais.com. Uma jornalista do interior de São Paulo-BR, que adora conhecer lugares, culturas e contar boas histórias.

Adoraríamos saber sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: