fbpx

CategoryInspirações

Histórias de pessoas que conseguiram realizar um sonho após os 40

Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54

Aos 54 anos, a mineira Gisele fez intercâmbio no Canadá para realizar um sonho. “Eu precisava ter esta experiência de morar no exterior e tentar mais uma vez aprender Inglês, só que de forma realmente intensiva”, explica.

banner-águia-2 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54

Teve quem torceu o nariz, olhou atravessado ou até mesmo comentou algo do tipo “intercâmbio, a essa altura da vida?”, mas Gisele não deu a menor importância. Afinal, o sonho era dela e tinha que ser realizado! Aos 54 anos de idade, a aposentada de Belo Horizonte-MG, Gisele Gomes de Oliveira Prosdocimi, foi ao Canadá para aprender Inglês!

Sorte dos colegas que puderam compartilhar de sua simpatia e alegria de viver, acima da média até para os “padrões mineiros”. A história de Gisele reflete uma tendência, já que a busca por intercâmbio tem aumentado entre pessoas com mais de 40 anos. Em entrevista exclusiva ao Embarque40Mais, ela conta tudo sobre o seu sonho e essa experiência tão importante e enriquecedora. Confira!

Gisele, desde quando você queria aprender Inglês?

Gisele-Canadá-Quebec-1024x673 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Gisele feliz da vida em Quebec, Canadá

Gisele: Eu queria aprender inglês desde quando eu tive a minha primeira aula na escola, na 5ª série do Ensino Fundamental, e achei a coisa mais linda. Desde então, sempre estudei inglês na escola, mas achava muito fraco e quando eu precisava falar ou entender alguma coisa, ficava com as frases incompletas. (risos)

Meus pais não conseguiam pagar um curso extracurricular para mim e o sonho foi sendo adiado. Quando já estava casada e trabalhando, frequentei um cursinho particular de inglês durante dois anos. Isso já ajudou bastante, porque sempre fui uma boa aluna.

Consegui chegar ao intermediário, mas no período seguinte engravidei e meu filho nasceria em maio, durante as aulas. Tive que interromper, mas foi por um motivo nobre.

Anos mais tarde tentei prosseguir novamente, mas não tinha horário fixo no trabalho e as reuniões coincidentemente aconteciam nos dias das aulas. Aí desisti de vez porque estava perdendo tempo e dinheiro.

O que te motivou a buscar um intercâmbio no Canadá?

Hoje tenho 54 anos de idade e minha busca pelo intercâmbio a essa altura da vida foi para concretizar o sonho adiado várias vezes. Eu precisava ter esta experiência de morar no exterior e tentar mais uma vez aprender inglês, só que de forma realmente intensiva.

Acho importantíssimo, primeiramente as pessoas nunca desistirem dos seus sonhos, e sempre digo para meu filho que sonhos não têm preço. Em segundo lugar, o Inglês é a língua mais falada no mundo, depois do Mandarim por causa da grande população na China, e está por todo lado.

Portanto, se queremos ter uma melhor compreensão das coisas que surgem a todo instante à nossa frente, acredito que vencer a barreira desse idioma seja fundamental.

O que representou esse intercâmbio no Canadá para você?

Gisele-Canadá-Toronto-1-2-1024x761 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Curtindo o Outono canadense em Toronto

Fiz meu intercâmbio em Toronto, no Canadá, e representou uma grande vitória por ter conseguido finalmente realizar este sonho e dar o exemplo de perseverança e confiança ao meu filho. Ele sempre diz que tem orgulho de mim a cada etapa vencida em minha vida e este é o meu maior prêmio.

Nos finais de semana viajei para a parte francesa do Canadá e conheci Quebec, Montreal e Ottawa, além de Niagara on The Lake e Niagara Falls, e passei 03 dias  em Nova York. Esta foi uma das melhores partes do intercâmbio, porque adoro viajar e posso compartilhar estas experiências no meu blog Destinos Por Onde Andei.

Valeu o investimento nesse intercâmbio no Canadá?

Gisele-Canadá-768x1024 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Com Papai Noel canadense em Niagara On The Lake

O investimento valeu demais e não foi caro porque escolhi o Canadá, que tem os menores valores de intercâmbio. Isso acontece porque o dólar canadense custa menos que o americano e que o Euro. A experiência não foi exatamente o que eu esperava, mas valeu demais pelo aprendizado da língua, conhecer mais um país e pela concretização do sonho.

Pela época que fui, Outono no Canadá é muito frio, mas muito frio mesmo e eu imaginava que fosse um pouco pior só do que no Chile, que tinha visitado no inverno do mesmo ano. Mas não, é um frio completamente diferente, mais intenso e que te impede até de querer passear.

Por isso, deixei de conhecer algumas atrações em Toronto. Recomendo que quem for escolher este país que procure visitá-lo no verão ou primavera.

E a alimentação durante o intercâmbio canadense, como foi?

Pois é, não consegui encontrar boas opções no dia a dia que não fosse para cozinhar em casa. Como fazia minhas refeições fora, sempre comia mal. Sanduíches, pizzas, sopas, coisas assim, porque sempre estava com os outros intercambistas. Por serem mais jovens, eles escolhiam este tipo de alimentação mais fácil, rápida e barata.

Tive acesso a poucas opções boas de alimentação para o meu costume e senti bastante a diferença, o que já me ocorreu também em outras viagens. Cheguei a adoecer na última semana em Toronto. Comi uma comida asiática na praça de alimentação de um Outlet e acabei indo parar no Hospital Geral de Toronto, com infecção intestinal.

Então, quando digo que não foi exatamente o esperado foi por causa dessas intercorrências, que podem acontecer com qualquer um, mas tiram um pouco da alegria da viagem. Por isso, sempre recomendo que o viajante faça um seguro viagem para não ser pego de surpresa e estar desprevenido.

Conte como era o grupo de intercâmbio no Canadá:

Gisele-Canadá-Toronto-Islands-2-1024x767 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Passeios do intercâmbio: Gisele em Toronto Islands, Canadá

Viajei com um sobrinho e fomos muito bem recebidos pela nossa hostess, uma jovem educada e simpática que mora no andar superior com o namorado e o cão. Ficamos hospedados em um bairro muito bom de Toronto. Era um basement, que é a parte de baixo da casa, sem luxo, mas com todo o conforto necessário.

Éramos quatro intercambistas, meu sobrinho, eu e mais dois japoneses, todos em quartos separados. Um deles era muito simpático e sociável. O outro tinha a cara sempre fechada e evitava nos dirigir o olhar e a palavra, chegando a ser rude algumas vezes. Tentamos fazer amizade, mas ele não cedia. Então, resolvemos ignorá-lo e foi melhor assim.

Esta é outra coisa que a gente não espera encontrar quando vai fazer um intercâmbio, mas pessoas mal humoradas estão por todo o mundo, um dia a gente esbarra nelas. O banheiro e a cozinha eram compartilhados, embora estivessem sempre limpos e organizados, porque esta era uma das regras da casa.

A cozinha utilizamos muito pouco e só para pequenas refeições. Ficávamos o dia inteiro fora de casa, saíamos cedo e retornávamos à noite, para aproveitarmos bem os passeios depois das aulas.

O que te motivou a finalmente buscar essa realização?

Gisele-Canadá-Ottawa-2-1024x721 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Registro com sede do Parlamento Canadense, ao fundo, em Ottawa

Quando fiz 50 anos de idade eu senti uma vontade enorme de fazer algo diferente, que me desse muito prazer. Então, criei o blog, porque iria me dedicar a uma coisa que seria só minha e distante do que era o meu trabalho na época. Antes, trabalhava na área financeira de uma empresa. A partir daí comecei a desejar realizar todos os sonhos que tinham sido adiados.

A ideia do intercâmbio retornou com força total quatro anos depois. Pensei, é agora ou nunca! Conversei com o marido e o filho, que me deram força, e segui em frente. Não me arrependo absolutamente de nada. Fiquei mais forte, realizada e feliz, apesar dos contratempos.

Você ouviu algo do tipo “intercâmbio é coisa para jovem!”?

Gisele-Canadá-Toronto-Islands-1-2-1-1024x611 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Intercâmbio: Gisele em Toronto Islands, Canadá

Ouvi e vi alguns olhares meio críticos também, mas ignorei, e fui realizar meu sonho. Afinal, ele era meu e de mais ninguém, então eu teria que vivê-lo e assim fiz! (risos)

O que você diria a pessoas com mais de 40 anos que têm um sonho?

Que não deixem de sonhar, que acreditem. Este é o primeiro passo para que os sonhos se realizem. Que, assim que possível, transformem todos os sonhos em realidade, desde que não façam mal a ninguém. Que planejem e organizem-se para que as coisas aconteçam e elas acontecerão!

Opção por intercâmbio cresce entre 40 Mais

Grupo-Águia-África-do-Sul-2018 Intercâmbio no Canadá: sonho realizado aos 54
Grupo de intercambistas na África do Sul. Foto: Arquivo Águia Operadora

A história de Gisele reflete uma tendência. A busca por intercâmbio vem aumentando entre pessoas com mais de 40 anos de idade, informa Lilian Nogueira, uma das proprietárias da Águia Operadora de Intercâmbios e Viagens, com sede em Curitiba (PR). Nos últimos 5 anos, a proporção de clientes nessa faixa etária passou de “alguns gatos pingados” para aproximadamente 40%, conta.

Na avaliação da empresária, entre os principais motivos para o aumento dessa demanda está o custo mais baixo em relação a uma viagem turística convencional, já que as escolas dão acesso a hospedagem e passeios a preço de custo. “Por exemplo, dependendo do destino, o que uma pessoa gastaria em dez dias de viagem pagaria um intercâmbio de três a quatro semanas, tendo como acréscimo o aprendizado”, explica Lilian.

Intercâmbio gera novas amizades

Outra vantagem é que o intercâmbio é uma forma de conhecer pessoas, fazer novas amizades, acrescenta. “Mesmo viajando sozinho, o intercambista é acompanhado pela escola e pela operadora”, diz Lilian. Para quem não quer embarcar sozinho, a Águia oferece a participação em grupos de até quinze pessoas.

O próximo grupo, com destino à África do Sul, neste ano, está com doze integrantes, onze deles com idade entre 50 e 81 e apenas um de 22, que acompanhará a mãe. Ela explica que as escolas não impõem limite de idade, então em geral as turmas são variadas. Mas, para quem prefere estar próximo de pessoas da mesma faixa etária, há programas que viabilizam isso.

Sobre a Águia Intercâmbios e Viagens

A Águia existe há quatro anos, mas juntas, as três sócias Lilian, Milena Medeiros e Evelise Hubner somam mais de 70 anos de experiência em planejamento e organização de viagens de intercâmbio. Em parceria com centenas de instituições de ensino no exterior, a operadora oferece cursos de Inglês, Alemão, Espanhol, Francês, Holandês, Mandarim, Italiano, Japonês e Russo, para todas as idades.

O que achou do post? Conte nos comentários! Se gostou, siga-nos nas redes sociais e compartilhe o post com seus amigos!


Quer fazer intercâmbio ou outro tipo de viagem? Fale com a gente! Envie msg para [email protected] ou ligue (19) 988.380.781.


Referências

Gisele fez seu intercâmbio no Canadá entre Novembro e Dezembro de 2018. As fotos do post (com exceção do grupo na África do Sul) são do arquivo pessoal dela.

A Águia Operadora de Intercâmbios, nossa parceria neste post, foi convidada a contribuir por desenvolver um trabalho especialmente voltado a esse público de mais de 40 anos.

Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!

O blog de viagem Embarque40Mais faz 1 ano de vida, com novidades e planos para continuar a inspirar a realização de sonhos!

O dia 28 de Dezembro é uma data muito especial para o Embarque40Mais. Por isso, publicamos este 39º post hoje, quando completamos um ano do lançamento oficial do embarque40mais.com! É.. foram doze meses de muita dedicação, em que trabalhamos constantemente para trazer inspiração, boas informações e dicas para vocês.

Então, neste post de aniversário (e já em clima de Ano Novo) convido vocês a relembrarem comigo alguns fatos e posts que marcaram esse início da trajetória do Embarque40Mais, blog dedicado a pessoas com mais de 40 anos. Também de como cada um dos nossos colaboradores e seguidores tiveram papel fundamental para a “gestação desse bebê”.  

De volta ao início do blog de viagem..

Vídeo de viagem inspiradora: casais brasileiros fazem tour de bike pela Holanda

Como sabem, o lançamento do Embarque40Mais, em Dezembro de 2017, foi marcado pela publicação do vídeo sobre a proposta do blog, com imagens da minha viagem a Portugal e Barcelona. A receptividade foi muito bacana!

Dois meses depois, lançamos nosso canal no YouTube, com Flamenco transforma vida depois dos 40, sobre a inspiradora história da Ana Paula, neta de espanhola, que conseguiu colocar em prática o sonho de dançar flamenco.

E depois teve outras histórias de realizações muito bacanas também: a do Amarildo e sua turma de casais mountain bikers, que percorreram 240 km em tour pela Holanda (vídeo acima); e da Ciça, que finalmente conseguiu fazer as aulas de teatro que tanto sonhava.

Proposta do blog Embarque40Mais vira notícia

ASN-print-março-2018-1024x608 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Agência Social de Notícias publica sobre o blog de viagem e inspirações Embarque40Mais

Algo muito legal que aconteceu e nos ajudou a alcançar mais pessoas foram as notícias sobre a proposta do blog Embarque40Mais publicadas no início do ano pela imprensa da região de Campinas-SP, cidade onde nasci e moro!

Entre jornais impressos, sites de notícias e Rádios, foram veiculadas mais de dez reportagens. Nós ficamos muito agradecidos com os colegas, veículos de comunicação, seus leitores e ouvintes pela disposição e interesse!

Durante entrevista a uma dessas Rádios, uma ouvinte, de mais de 60 anos, disse ao telefone que o sonho dela era tirar a carteira de habilitação para dirigir e ter liberdade e independência para ir onde e quando quiser. Estava determinada. Outros ouvintes ligaram apoiando. Achei incrível!

Posts mais vistos do Embarque40Mais

no-aeroporto-1024x768 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Foto do post sobre planejamento da minha viagem a Portugal

Neste primeiro ano, o post que mais chamou atenção dos internautas foi o que falo sobre como planejei minha viagem a Portugal: erros e acertos, publicado em Abril. Além de Portugal ser um dos destinos preferidos dos brasileiros, muita gente por aqui pensa na possibilidade de morar na terrinha por um tempo. Por isso, a boa visibilidade deste e de outros posts sobre Portugal.

Outro que obteve boa visibilidade foi sobre o tour de bike pela Holanda que o Amarildo e seu grupo fizeram, o que de fato é uma história muito bacana! As contribuições da colega Regina Rocha Pitta sobre sua viagem ao interior da Bahia também fizeram sucesso, principalmente as que contam da estadia na comunidade quilombola Kaonge.

Apoio e colaborações com blog de viagem

re-e-mi-1024x768 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Com Regina, grande colaboradora, em Show do Ney Matogrosso

Outros colegas que contribuíram com posts muito legais para o Embarque40Mais foram Ema Bianchi Aguiar, sobre Caldas da Rainha, uma cidadezinha encantadora ao lado de Óbidos (Portugal); e Wilson Lima, sobre a arte exposta no Santuário Nacional de N. Sra Aparecida. A eles, aos entrevistados e a todos e todas que nos apoiaram de alguma forma, com sugestões, comentários, compartilhamentos e curtidas, nosso muito obrigado! Esperamos que sigam conosco neste 2º ano de vida!

ABBV e 1ª press trip do Embarque40Mais

trip-aparecida-1024x698 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Na trip em Aparecida, com os colegas blogueiros de viagem. Foto: Wilson Lima/ Embarque40Mais

Em Julho, passamos a integrar a Associação Brasileira de Blogs de Viagem (ABBV), que reúne mais de duzentos blogueiros. Foi por meio da ABBV que participamos da nossa primeira press trip, no final de Agosto, para Aparecida (SP), a convite do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Foi muito bacana revisitar locais que conheci quando criança, ainda, e conhecer novas atrações, como o Museu de Cera, o Teleférico e a visita noturna guiada.

Essa visita noturna, acompanhada por uma historiadora, é oferecida exclusivamente aos hóspedes do Hotel Rainha do Brasil, onde ficamos hospedados. Já publicamos dois posts sobre essa viagem, um mais focado na história da Padroeira do Brasil e outro na arte exposta no Santuário, que é maior templo mariano do mundo!

E quer saber o que foi mais legal dessa trip? Conhecer uma turma de blogueiros e blogueiras de viagem muito especial! Além da simpatia e amizade, pudemos trocar experiências que nos ajudaram a conhecer esse segmento do qual fazemos parte agora.

Lembrem que essa autora e os colabores do blog são jornalistas com experiências de mídias tradicionais, até então. Adoramos e agradecemos a eles e ao Santuário por essa oportunidade.

Blog de viagem publica Agenda Cultural SP

P_20181120_145712-2-1024x768 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Dica da Agenda Cultural de Dezembro: Com a escultura de Weiwei, no Parque Ibirapuera, São Paulo

Em Setembro, publicamos nossa primeira Agenda Cultural mensal, com dicas de atividades em cidades paulistas especialmente selecionadas para os 40Mais aproveitarem mais a vida! Entre as dicas, apresentações de música, teatro, dança, exposições, cinema e gastronomia, a maioria com entrada gratuita ou a preços bem acessíveis.

Na edição de Dezembro, começamos acrescentar alguns eventos turísticos de destaque no País, a exemplo da Feira Nacional de Artesanato de Belo Horizonte (MG), a maior do segmento na América Latina. A Agenda Cultural SP é publicada todo dia 1º. Confira, programe-se e aproveite!

Coluna Embarque40Mais em ACidadeON

Mi-Pena-1024x768 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
No Palácio da Pena (Sintra- Portugal): foto que ilustra coluna

Outra boa novidade foi a coluna homônima ao blog, que estreamos no site de notícias ACidadeOn Campinas em Novembro. A ideia é destacar algumas das nossas histórias e dicas já publicadas aqui para ampliar a propagação de sonhos e realizações nesse vasto mundo virtual. Foi o primeiro veículo de comunicação a nos dar essa oportunidade, pela qual estamos muito agradecidos.

Dicas para organizar sua viagem

P_20171024_172312_vHDR_On-2-1024x600 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Serviços com segurança e economia para embarcar tranquilo

Como devem imaginar, é preciso muita, mas muita visibilidade mesmo para que um blog ou site consiga patrocinadores. E descobri que isso costuma levar anos, até que os buscadores do Google, Bing e outros prestem mais atenção na gente, na qualidade dos nossos posts e nos deixem mais visíveis aos internautas.

Isso exige investimentos e técnica, muita técnica.. Estamos trabalhando nisso há alguns meses e esperamos que os resultados comecem a aparecer a médio e longo prazo. Até lá, precisamos pagar as contas.. jornalista e blogueira também tem boletos! Rs.

Então, no meio do ano nos tornamos afiliados de empresas renomadas que prestam serviços de viagem via Internet, como o Booking (maior site de reservas de hospedagem da atualidade), a ClickBus (para compra online de passagens de ônibus no Brasil) e a Rentcars (aluguel de carros com as principais redes de locadoras do mundo).

Quando nossos leitores/ seguidores compram os serviços dessas empresas por meio dos nossos links (no blog e redes sociais do Embarque40Mais), elas nos repassam uma pequena comissão. Temos uma página com todas essas informações e links de serviços, que podem ajudar a organizar sua viagem com segurança e economia. 

Assessoria em viagens

Voo-Barcelona-1024x576 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Minha viagem: prestes a pousar em Barcelona (Espanha)

Mais recentemente, no final do ano, passamos a oferecer também Serviços de Assessoria em Viagens. Para tanto, abrimos uma microempresa e obtivemos autorização do Ministério do Turismo (Selo Cadastur). Isso nos permitiu firmar contrato com grandes operadoras de serviços turísticos, como a RCA (única revenda oficial dos parques Disney no Brasil), a FlyTour e a MSC Cruzeiros, além de outras duas especializadas em intercâmbio.

Dessa forma, oferecemos oportunidades aos nossos seguidores de utilizarem algumas ferramentas de compra online, para organizarem sozinhos suas viagens; mas também os nossos serviços àqueles que preferem a atenção e cuidados especiais de um profissional! Então, se quiserem ajuda quando decidirem fazer uma viagem, é só entrar em contato pelo e-mail [email protected], sem compromisso!

Outra maneira importantíssima de apoiar o blog é nos seguindo por e-mail e nas redes sociais (links ao final da página)! E lembrem-se: a opinião de vocês é muito importante! Cada comentário e sugestão podem nos ajudar a aprender e melhorar cada vez mais.

Felicidade e perseverança nessa “viagem”

mi-trem-1024x769 Blog de Viagem faz 1 ano com planos de inspirar mais sonhos!
Do nosso passeio com a Maria Fumaça, em Campinas-SP

Por fim, queremos dizer que nosso sentimento é de felicidade por ter começado algo bom! É certo que ainda falta um tempo até que esse “bebê” cresça e comece a andar efetivamente, mas seguimos firmes e perseverantes em nossos objetivos.

Que venha o 40º e mais posts, centenas deles, e que possam contribuir mais e mais para inspirar as pessoas de qualquer idade a buscarem a realização dos seus sonhos, a fazerem aquela viagem bacana, a irem assistir a um espetáculo delicioso, a aproveitarem mais a vida, serem mais felizes!  

Um grande e forte abraço e votos de um Novo Ano muito bom para cada um(a) de vocês!

As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Muita gente compra objetos para levar de recordação de uma viagem, eu levo imagens.  Neste post, reuni fotos das mais lindas paisagens que vi em Portugal durante minha temporada por lá! Com informações e dicas completas para incluir  no seu roteiro de viagem, inspirar sonhos ou simplesmente apreciar.

Arco Triunfal da Rua Augusta

De onde se tem a melhor vista da Praça do Comércio (também conhecida como Terreiro do Paço) e do Rio Tejo na região da “Baixa”, centro histórico de Lisboa. Do outro lado, pode-se observar também toda a extensão da Rua Augusta, alameda comercial destinada exclusivamente ao trânsito de pedestres.

A Rua Augusta chama atenção pelos desenhos diferenciados do calçamento, mas o maior atrativo é a rica diversidade cultural daqueles que a utilizam como palco a céu aberto e os curiosos passantes com suas mais diferentes origens.

P_20171112_171541_vHDR_Auto-3-1024x576 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Praça do Comércio, em Lisboa, vista do mirante do Arco da Rua Augusta

O mirante (miradouro para os portugueses) fica no alto do monumento denominado Arco Triunfal da Rua Augusta, projetado para comemorar a reconstrução de Lisboa após o terremoto que destruiu grande parte da cidade em 1755, mas só foi concluído em 1873.

Arco-da-Rua-Augusta-1-576x1024 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Rua Augusta, em Lisboa, vista do mirante do Arco Triunfal

Da Praça do Comércio, vê-se as esculturas que compõem a obra: representações de importantes figuras históricas do país (Viriato, Vasco da Gama, Nuno Álvares Pereira e Marquês de Pombal), além dos Rios Tejo e Douro, nas laterais; e da “Glória coroando o Gênio e o Valor” no topo.

Onde e quando: O Arco Triunfal da Rua Augusta fica na Rua Augusta, nº 2, na região da Baixa, em Lisboa. Aberto à visitação todos os dias da semana, das 9h às 19h45 (última entrada).

Quanto custa: 3 Euros por pessoa (crianças até 5 anos não pagam).

Como chegar: A estação de Metrô mais próxima é a Baixa-Chiado (atendida pelas linhas Azul e Verde), mas de toda a Lisboa há transporte coletivo para a Praça do Comércio, que fica bem em frente ao Arco.

Cabo da Roca, Sintra

Cabo-da-Roca.-Sintra-2-scaled As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Falésias e farol no Cabo da Roca, Sintra

Imagine, observar a imensidão azul do Oceano Atlântico sob falésias de 140 metros de altura? Estive lá no final da tarde, mas não pude esperar o pôr do Sol, que dizem ser outro espetáculo. Simplesmente, a paisagem mais grandiosa e marcante que avistei em Portugal.

E tive essa certeza antes mesmo de saber que o local é a ponta mais ocidental do continente europeu, o que significa que é a parte da Europa mais distante do Oriente, caracterizado fundamentalmente pela Ásia.

Cabo-da-Roca.-Sintra-4-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Cabo da Roca, em Sintra, é a ponta mais ocidental do continente europeu

Em trecho de “Os Lusíadas”, Luís de Camões traduz bem a simbologia do lugar: “Onde a terra se acaba e o mar começa” (Canto III). Tanto que a frase do poeta encabeça placa no local, fixada na base de uma cruz. O Farol, construído em 1772, ainda guia embarcações na costa portuguesa.

Fica na serra de Sintra (região de Lisboa) e o caminho até lá, por si só, já é muito gratificante. Fizemos o percurso de carro, partindo de Lisboa e passando por Cascais, com direito a paradas para apreciar as vistas.

Onde e quando: O Cabo da Roca fica em Azóia (2705-001), na Freguesia de Colares, Concelho de Sintra. Todos os dias, 24 horas.

Quanto custa: Acesso gratuito.

Como chegar: De carro, pela N247 a partir de Cascais, seguindo pela Estrada do Cabo da Roca. De ônibus e veículos de transporte turísticos a partir de Sintra; até Sintra ou Cascais, é possível ir de trem, partindo de Lisboa, e de lá tomar um ônibus até o Cabo.

Castelo de São Jorge, Lisboa

Castelo-de-S.-Jorge-e-imediações-25-1024x554 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Lisboa e Tejo a partir dos jardins do Castelo de São Jorge

Dizem que é de onde se tem a melhor vista de Lisboa. Eu gostei muito! Não posso afirmar se é a melhor, pois não visitei todos os mirantes da cidade, mas é provável que seja a mais ampla.

Pude observar bem o Rio Tejo até a margem oposta, avistar a Praça do Comércio, a Ponte 25 de Abril e o Cristo Rei, além da Praça do Rossio, as torres de algumas igrejas até a Ponte Vasco da Gama mais ao longe. O mirante fica no jardim, mas das torres do castelo também pode-se ter boas vistas.

Castelo-de-S.-Jorge-e-imediações-30-1024x587 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Vista de uma das torres do Castelo de São Jorge, Lisboa

Trata-se de um castelo medieval, construído por muçulmanos no topo da colina, no final do século XI, para guarnição militar e, em caso de ataque, abrigo das elites. As primeiras ocupações do local datam do século VII a.C, segundo objetos encontrados em escavações. O sítio arqueológico e os objetos podem ser observados durante a visita.

Depois que Portugal passou para o domínio cristão, tendo D. Afonso Henriques como primeiro rei, em 1147, o castelo passou a ser utilizado pela Corte. Voltou a ter função militar no final do século XVI até o início do século XX. Desde 1910 é Monumento Nacional.

Onde e quando: O Castelo de São Jorge fica na Rua de Santa Cruz, 1100-129, Lisboa. Aberto à visitação todos os dias da semana (exceto em 1º de Janeiro, 1º de Maio e 25 de Dezembro), das 9h às 18h entre Novembro e Fevereiro e das 9h às 21h de Março a Outubro. Última entrada meia hora antes do fechamento.

Quanto custa: 8,50 Euros, mas há descontos para estudantes com menos de 25 anos, pessoas com mais de 65 anos, pessoas com deficiência e grupos familiares.

Como chegar: A estação de Metrô mais próxima é a Rossio (linha verde), de onde pode pegar o 12E (bonde/ elétrico) ou ir a pé, mas a subida é considerável. Acesso direto também com o 28E e o ônibus/ autocarro 37.

Castelo dos Mouros, Sintra

Castelo-dos-Mouros.-Sintra-4-1024x576 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Uma das torres de observação no Castelo dos Mouros, Sintra

Das torres do castelo avista-se alguns dos principais pontos turísticos da Vila de Sintra, como o Palácio da Pena, a Quinta da Regalera, o Palácio Nacional, grande parte da serra e o oceano Atlântico. Uma vista privilegiada e estratégica!

Não à toa, o local foi escolhido pelos muçulmanos para construir o forte militar no século X. Contudo, vestígios encontrados em escavações apontam a ocupação da área desde o período Neolítico (5000 antes de Cristo).

Castelo-dos-Mouros.-Sintra-6-1024x576 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Sintra e Atlântico vistos do Castelo dos Mouros, Sintra

Há vários pontos de observação permeando a muralha, a exemplo da Torre Real, de onde melhor se vê Pena, e a Torre de Menagem. Toda a muralha é demarcada com bandeiras: as onze de Portugal (da fundação à República) e uma verde, com Sintra escrito em árabe, em alusão ao período de dominação moura.

Entre outros espaços a observar durante a visita, destaco a Cisterna (Séc. XII) e a Necrópole Medieval Cristã, onde está o sítio arqueológico.

Onde e quando: Serra de Sintra (coordenadas GPS 38º 47’ 24.25” N 9º 23’ 21.47” W). Todos os dias da semana, das 9h30 às 20h até 27 de outubro.

Quanto custa: 8 Euros. Crianças até 5 anos não pagam; pessoas de 6 a 17 anos e com mais de 65 pagam 6,50 Euros. Preços podem variar conforme a época do ano, de alta ou baixa temporada. Comprando no site da administradora, tem desconto de 5% até 10%, conforme o número de monumentos a visitar.

Como chegar: De Lisboa, tome o trem da Linha de Sintra, das estações do Oriente, do Rossio ou de Entrecampos. Em frente à estação de Sintra tome o ônibus da linha 434 (Circuito da Pena). Também é possível ir a pé da estação/ centro histórico até o Castelo, com percursos que levam de 45 minutos a 1h30, mas é subida.

Cristo Rei, Almada

Cristo-Rei-36-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Ponte XXV de Abril e Lisboa vistas a partir do Cristo Rei, em Almada

Vista ampla de Lisboa a partir do Santuário Nacional de Cristo Rei, que fica em Almada, na margem oposta do Rio Tejo, ao lado da Ponte 25 de Abril. Do mirante (ao redor da estátua), é possível observar alguns monumentos históricos de Lisboa, como a Torre de Belém e o Padrão dos Descobrimentos, mas pode-se ver bem mais subindo de elevador ao terraço (por 6 EUR).

No local, também pode-se visitar gratuitamente a capela (ao pé do Cristo), as 14 estações que simbolizam a via sacra de Jesus e a plantação de oliveiras.

Cristo-Rei-29-1024x232 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Vista de Lisboa a partir do Cristo Rei em 180º

Onde e quando: O Santuário Nacional de Cristo Rei fica em Almada, à Avenida Cristo Rei, 2800-058, Alto do Pragal. O horário de visitação começa às 19h30 e termina entre 18h45 e 19h30, variando conforme o período do ano, mas aconselho chegar até às 16h para ter tempo de ver tudo tranquilamente. Aberto todos os dias, exceto em alguns horários entre as vésperas e os dias de Natal e Ano Novo.

Quanto custa: A visita ao Monumento é gratuita, mas o acesso ao terraço (no alto do Cristo) custa 6 Euros e 2,5 Euros para crianças de 8 a 12 anos (crianças até 7 anos não pagam).

Como chegar:  Em Lisboa, partindo de uma destas quatro estações de trem (veja a que estiver mais próxima): Roma- Areeiro, Entrecampos, Sete Rios e Campolide, tome o trem da Linha “Roma-Areeiro-Setúbal” e desça na Estação de Pragal. De lá é possível caminhar até o monumento (aproximadamente 25 minutos, mas não conheço o trajeto) ou pegar um ônibus até Cacilhas e depois outro ônibus (Linha 101) até a porta do Santuário. Outras opções são ir de barco até o Terminal de Cacilhas ou de carro diretamente ao Monumento.

Elevador de Santa Justa

Elevador-Sta-Justa.-Lisboa-1-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Vista de Lisboa do Elevador Santa Justa

Vista privilegiada das ruínas da Igreja do Convento do Carmo e da Praça D. Pedro IV (também conhecida por Praça do Rossio), onde está o imponente Teatro Nacional Dona Maria II, em Lisboa. Também pode-se observar em detalhes a arquitetura tradicional dos prédios no Centro Histórico e avistar o Castelo de São Jorge e o Rio Tejo.

Ao anoitecer, o contraste de cores entre as luzes da cidade e a água do rio produz um efeito muito bonito! Por si só, o Elevador, em funcionamento desde 1902, é uma atração. Além de mirante, funciona como meio de transporte entre a Baixa Pombalina e outra parte um pouco mais alta da cidade, a partir do Largo do Carmo. É um dos raros exemplos da arquitetura em ferro em Lisboa e destaca-se pelos ornamentos em estilo neogótico.

Onde e quando: O Elevador de Santa Justa fica na Rua de Santa Justa, 1.150, na região da Baixa, em Lisboa. De maio a outubro e na semana da Páscoa: todos os dias, das 9h às 23h; de novembro a abril (exceto na semana da Páscoa), das 9h às 21h.

Quanto custa: 5,15 Euros (até duas viagens, com acesso ao mirante).

Como chegar: A estação de Metrô mais próxima é a Baixa-Chiado (Linhas Verde e Azul) e de trem é a do Rossio (Linha de Sintra), mas de toda a região da Baixa, desde a Praça do Comércio, é possível ir tranquilamente a pé.

Miradouro de São Pedro Alcântara

Miradouro-São-Pedro-de-Alcântara.-Lisboa-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Miradouro São Pedro de Alcântara com vista para o Castelo de São Jorge, Lisboa

Não achei uma vista incrível, mas emoldurada por detalhes do local, como os postes, o calçamento e o gradil, compõe um belo quadro! Dessa varanda a céu aberto, vê-se bem o Castelo de São Jorge, a região da Baixa e parte do Rio Tejo. O mirante é obra de D. Pedro V, que mandou construir o jardim na área antes destinada à ampliação do Aqueduto.

Onde e quando: Rua de São Pedro de Alcântara, Bairro Alto, Lisboa. Todos os dias, 24h por dia.

Quanto custa: Acesso gratuito.

Como chegar: Na Praça dos Restauradores, pegue o Funicular da Glória (também chamado de elevador, mas para nós bondinho), que para ao lado do mirante. Também é possível subir a pé, como eu fiz, parando e observando tudo pelo caminho, mas a subida é considerável.

Parque de Monserrate, Sintra

Monserrate.-Sintra-1-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Monserrate: Plantas originárias de vários países, lagos ornamentais e uma ponta do Atlântico

A vegetação nativa da Serra de Sintra, classificada pela UNESCO como Paisagem Cultural- Patrimônio da Humanidade, a diversidade de plantas originárias de vários países, lagos ornamentais e uma ponta do Oceano Atlântico.

Essa é a visão única e encantadora que se tem de alguns pontos mais elevados do Parque de Monserrate, em Sintra (região de Lisboa). E as belas vistas não são o único motivo para a visita: o Parque e o Palácio guardam mistérios e belezas típicas do Romantismo.

Monserrate.-Sintra-2-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Monserrate: Vegetação da Serra de Sintra e o Atlântico divisando com o céu no horizonte

Onde e quando: Serra de Sintra (coordenadas GPS 38º 47’ 30.70” N 9º 25’ 9.09” W). Todos os dias da semana, das 9h30 às 20h (Palácio até 19h) até 27 de outubro.

Quanto custa: 8 Euros. Crianças até 5 anos não pagam; pessoas 6 a 17 anos e com mais de 65 pagam 6,50 Euros. Preços podem variar conforme a época do ano, de alta ou baixa temporada. Comprando no site da administradora, tem desconto de 5% até 10%, de acordo com o número de monumentos a visitar.

Como chegar: De Lisboa, embarque no trem da Linha de Sintra nas estações do Oriente, do Rossio ou de Entrecampos. Em frente à estação de Sintra tome o ônibus da linha 435.

Palácio da Pena

Palácio-da-Pena.-Sintra-5-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Vista de Sintra e Atlântico a partir do Palácio da Pena, Sintra

Dos terraços e torres do Palácio da Pena tem-se uma das vistas mais bonitas de Sintra, já que é possível ver não somente boa parte da cidade como também a densa floresta ao redor e uma larga faixa do Atlântico. É um pontos de observação mais elevados da cidade, mas no Parque da Pena há outros mirantes, como a Cruz Alta, este sim o local mais alto de toda a Serra de Sintra (529m)!

O Palácio Nacional da Pena, construído para o descanso da família, no século XIX, durante o reinado de D. Maria II e D. Fernando II, é um espetáculo à parte, tanto em seu interior como no exterior, com suas cores fortes e vibrantes, azulejaria e detalhes que expressam muito bem o Romantismo da época.

Palácio-da-Pena.-Sintra-6-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Palácio da Pena, Sintra: Parque, cidade e Atlântico

Onde e Quando: Serra de Sintra (coordenadas GPS 38º 47’ 16.45” N 9º 23’ 15.35” W). Das 9h45 às 19h até 27 de outubro.

Quanto custa: 14 Euros (Palácio e Parque da Pena). Crianças até 5 anos não pagam; pessoas 6 a 17 anos e com mais de 65 pagam 12,50 Euros. Os preços podem variar conforme a época do ano, de alta ou baixa temporada. Comprando no site da administradora dos parques de Sintra, tem desconto de 5% até 10%, conforme o número de monumentos a visitar.

Como chegar: (Transporte coletivo) De Lisboa, embarque no trem da Linha de Sintra nas estações do Oriente, do Rossio ou de Entrecampos. Em frente à estação de Sintra tome o ônibus da linha 434 (Circuito da Pena). Também é possível ir a pé da estação/ centro histórico da Vila de Sintra até o Palácio, com percursos que levam de 45 minutos a 1h30, mas tem subida.

Rio Tejo, Lisboa

Arco-da-Rua-Augusta-10-1024x576 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Pôr do Sol no Tejo, Lisboa: da Praça do Comércio

Ah, foram tantas as paisagens maravilhosas que avistei desse rio, em Lisboa, que fica muito difícil saber qual foi a mais linda, mas selecionei algumas que acredito serem mesmo especiais. Os principais cenários foram compostos com as pontes 25 de Abril, que fica à direita para quem está no Centro da cidade, e a Vasco da Gama, à esquerda.

Todas refletindo os últimos raios de sol, entre outubro e novembro (outono-inverno). Nas proximidades, muitas atrações e visitas a locais turísticos podem ser conciliadas com um delicioso passeio para apreciar as vistas à beira Tejo.

P_20171024_180546_vHDR_On-1024x768 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Pôr do Sol refletindo no Rio Tejo e Ponte Vasco da Gama, no Parque das Nações, Lisboa

Onde e quando: Praça do Comércio (Baixa Pombalina, Centro Histórico) e Parque do Tejo (Parque das Nações), Lisboa. Todos os dias, 24 horas por dia.

Quanto custa: Acesso gratuito.

Como chegar: Para a Praça do Comércio, a estação de metrô mais próxima é a Baixa-Chiado (atendida pelas linhas Azul e Verde), mas para lá há transporte público de toda a cidade; pesquise qual a melhor opção partindo do seu local. Para o Parque das Nações, pegue o Metrô em direção às estações Oriente ou Moscavide. Ao descer, siga em direção ao calçadão do Parque do Tejo.

  • Sobre passeios à beira Tejo, você também poderá gostar de ler o post Um tempo pra mim

Setúbal

Setúbal.-Portugal-1024x578 As mais lindas paisagens que vi em Portugal

Mar e montanha em Setúbal, Portugal

Em um final de tarde de Outubro, saindo da Praia da Figueirinha (Setúbal), me deparei com essa vista deslumbrante: a vegetação do Parque Natural da Serra de Arrábida, o Atlântico e esses tons de céu proporcionados pelo Sol prestes a se por detrás dos montes. A esquerda, também avista-se o estuário do Rio Sado.

Onde e quando: Estrada à beira-mar entre a Praia do Figueirinha (Parque Natural de Arrábida) e a área urbana de Setúbal. Todos os dias, no final da tarde.

Quanto custa: Acesso gratuito.

Como chegar: Fomos de carro, partindo de Lisboa, mas é possível ir de trem até Setúbal e de lá pegar um ônibus até a praia. Em Lisboa, partindo de uma destas quatro estações de trem (Roma- Areeiro, Entrecampos, Sete Rios e Campolide), tome o trem da Linha “Roma-Areeiro-Setúbal”.

E então, qual desses locais e paisagens você não deixaria de fora do seu roteiro de viagem a Portugal? Conte nos comentários!

Apoie o Embarque40Mais: Compartilhe os posts, siga-nos nas redes sociais e utilize os serviços da Embarque40Mais Viagens, a agência do blog!

Referências: Com informações da Parques de Sintra Monte da Lua, administradora dos parques, palácios e castelos de Sintra mencionados no texto; do Turismo de Lisboa; do Turismo de Portugal; do Patrimônio Cultural de Portugal; da Carris (operadora do transporte coletivo de Lisboa); do Cristo Rei; da Egeac, empresa municipal responsável pela administração do Castelo de São Jorge; da Câmara Municipal de Lisboa e do Google Maps, disponíveis em seus sites oficiais em 10 de agosto de 2018.

© 2021 Embarque40Mais

Theme by Anders NorénUp ↑

%d blogueiros gostam disto: