Page 2 of 25

Atrações culturais gratuitas na internet durante quarentena

Atrações culturais gratuitas disponíveis via internet nessa quarentena vão desde shows ao vivo, com grandes nomes da MPB, a documentários e exposições de arte. Então, confira as dicas e aproveite!

Graças à tecnologia, o isolamento social não precisa ser sinônimo de tédio e solidão. Portanto, da segurança e conforto de nossas casas podemos ter acesso a um grande leque de atividades culturais, que vão de shows musicais ao vivo a documentários e exposições de arte. Apesar da distância, nesses eventos online também é possível interagir, com outros expectadores e às vezes com o artista também. Além disso, quase sempre o acesso a essas atividades é gratuito.

Um bom exemplo é a iniciativa do Sesc São Paulo, que desde o dia 19 de Abril vem oferecendo gratuitamente live shows musicais. Então, os shows são transmitidos ao vivo pelos canais do Sesc SP no YouTube, Instagram (@sescaovivo) e Facebook (@sescsp). E são shows de grandes nomes da música brasileira, como Zeca Baleiro, Paulo Miklos, João Bosco, Zélia Duncan, Rael, Mônica Salmaso e Teco Cardoso. Veja a agenda a seguir!

✈️Quer auxílio profissional para planejar sua próxima viagem? Pode contar com a consultoria personalizada da Embarque40Mais Viagens, a agência do blog. Desde a escolha do destino, hospedagem, passagens aéreas e passeios, até um roteiro exclusivo! ☎️(19) 988.380.781. WhatsApp: https://wa.me/5519988380781. [email protected] Cadastur: 29.325.163/0001-26.

Live shows do Sesc são atrações culturais gratuitas

Live show de Rael na terça (28 de Abril)
O rapper Rael é atração de terça (28/04) do Sesc SP

Na agenda de 27 a 30 de Abril, as apresentações do Sesc são de Hamilton de Holanda e Mestrinho (27/04), do rapper Rael (28/04), Mônica Salmaso e Teco Cardoso (29/04) e Davi Moraes e Pedro Baby (30/04). O casal Mônica e Teco apresenta combinações, arranjos e obras que costumam encantar o público. Já a dupla Davi e Pedro traz músicas autorais, com influências do Choro, Samba e Bossa Nova.

Até a publicação desse post, a programação das próximas semanas não tinha sido disponibilizada, mas você pode se atualizar pelas redes sociais e pelo Portal do Sesc SP. Os shows começam sempre às 19h, com duração de 40 minutos a uma hora. O primeiro show, do Zeca Baleiro (19/04), teve mais de 128 mil visualizações.

Eu assisti ao show do Paulo Miklos (foto destacada), na sexta, e gostei muito! Embora assistir uma atração cultural na internet não tenha aquela energia do show presencial, a simplicidade de ver os músicos em seus espaços, quase sempre suas casas, dá um caráter intimista. Pois é, em alguns momentos, podemos ter a sensação de que estamos a ter um show exclusivo! Rs.

Atrações culturais gratuitas online têm caráter intimista
Mônica Salmaso e Teco fazem arranjos encantadores. Foto: Claus Lehmann

Muito mais atrações culturais gratuitas no Sesc Digital

Além dos shows ao vivo, o Sesc também disponibiliza gratuitamente grande variedade de conteúdo cultural no portal Sesc Digital! Na categoria Teatro, por exemplo, a gente pode ver trechos de espetáculos, publicações e podcasts. Mas tem mais um tanto de coisa boa, como documentários na íntegra e exposições de artes visuais, a exemplo de Gente do Benim- Gente do Brasil, da coleção de fotografias do Tropenmuseum, de Amsterdam.

Para interagir: Obras do @masp inspiram desenhos

pintura de menino com chapéu e blusa azul
“O escolar”, de Van Gogh (1888), inspira desenhos via Instagram

O Instagram é a rede social escolhida pelo MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) para interagir com o público nessa quarentena. Assim, todas as segundas-feiras, a partir de 27/4, o @masp indica uma obra do seu acervo para servir de inspiração para crianças e adultos desenharem. Contudo, quem quiser participar do desafio, deverá publicar seus desenhos no Instagram marcando o perfil @masp e usando #maspemcasa.

Então, aos domingos, o museu publicará alguns desenhos selecionados em seu Instagram e os autores receberão um vale Amigo MASP grátis. Pois a primeira obra escolhida para inspirar é “O escolar” (1888), de Vincent Van Gogh. Essa pintura foi restaurada entre 2018 e 2019, no Museu Van Gogh, em Amsterdã, com recursos da campanha de doação de imposto de renda do MASP.

Também pelo Instagram do @masp, seguidores podem acompanhar lives de conversas entre curadores do museu e convidados. Contudo, se quiser dar uma espiadinha no acervo permanente do MASP e outros museus, siga nossas dicas de museus brasileiros para conhecer sem sair de casa.

Atrações culturais gratuitas na internet: exposições do IMS

Vídeo de montagem da exposição de Paz Errázuriz

Entre outras atrações culturais gratuitas na internet, destaco os vídeos disponibilizados pelo Instituto Moreira Salles (IMS), sobre algumas de suas belas exposições fotográficas. Uma delas é a inédita mostra da chilena Paz Errázuriz (Santiago, 1944), que teve de ser adiada devido à pandemia de Covid-19.

Infelizmente, ainda não há previsão de abertura da exposição, mas é possível dar uma boa olhada no trabalho da fotógrafa assistindo ao vídeo de Maria Clara Villas (acima), que registra todo o processo de montagem da exposição. Paz Errázuriz começou sua carreira autodidata durante os anos 1970, quando se instaurava no Chile a ditadura militar de Pinochet. 

Além disso, achei interessante saber que a base do processo criativo dela é a convivência e respeito mútuos com os fotografados. Pois que nesta primeira grande retrospectiva da artista, vemos, quase sempre em preto e branco, pessoas em hospitais psiquiátricos, travestis, prostitutas, pessoas em situação de rua, entre outros.

Referências:

Texto redigido e editado pela jornalista Michele da Costa, com informações das assessorias de imprensa e disponíveis nos sites das instituições mencionadas em 27 de Abril de 2020.

Curso grátis de Francês online é oportunidade em quarentena

Fazer um curso totalmente grátis de Francês online é uma boa oportunidade, especialmente em tempos de quarentena e instabilidade econômica. Mais ainda se esse curso é de uma escola francesa, com 41 anos de experiência.

Com duração de um mês, o curso é oferecido pela France Langue, escola dedicada ao ensino da língua francesa a estrangeiros. A escola tem sedes nas principais cidades da França como Paris, Bordeaux, Lyon e até na ilha de Martinica, nas Antilhas.

O conteúdo do curso grátis de Francês online da France Langue é adequado a todos os alunos (exceto iniciantes) a partir de 15 anos de idade. Depois de fazer a primeira lição, o material é adaptado conforme o nível de conhecimento do estudante. As lições recebidas diariamente apresentam conteúdo atual, com duração aproximada de 15 minutos. Os links das lições são enviados por e-mail.

Para fazer esse curso de Francês online o ideal é que a pessoa também tenha ao menos conhecimentos básicos de Inglês, já que as explicações e enunciados dos exercícios são na língua inglesa. Mas, sempre dá para recorrer a um programa de tradução online. Então, ao concluir o curso, o aluno receberá um certificado digital. Para se inscrever, basta acessar o curso grátis da France Langue, preencher nome e e-mail e commencer à parler français!

Aulas de francês online grátis são práticas e bem-humoradas

Oportunidade: Fazer um curso de francês online grátis
Aprendizado online enriquece durante distanciamento social

“Em cada lição, siga as aventuras de Victor Hugo enquanto ele explora o universo francófono. As aulas são bem-humoradas, práticas e incluem uma grande variedade de sotaques”, avisa a France Langue na apresentação do curso. Essa dica de curso grátis de Francês online é da operadora de intercâmbios Águia, parceira comercial da Embarque40Mais Viagens, a agência de viagens do blog.

A oferta de cursos online de idiomas por escolas e agências brasileiras dedicadas ao intercâmbio é a aposta do segmento enquanto durar a pandemia da Covid-19, que inviabiliza viagens ao país de língua nativa. Todos os profissionais do segmento de turismo compreendem a situação e somam forças pelo distanciamento social, necessário para reduzir a propagação do coronavírus e salvar vidas.

Contudo, eles também entendem que oferecer alternativas de entretenimento e enriquecimento cultural seja uma forma de contribuição. Nesse período em que as pessoas estão nessa situação de confinamento, a expectativa é que elas possam expandir seus conhecimentos e fazer planos para manter vivos os seus sonhos.

O curso da France Langue é a única opção gratuita disponibilizada pela operadora nesse momento, mas há uma boa variedade de cursos online de Inglês a preços e condições especiais. Essas aulas de língua inglesa via internet são ministradas por mestres de tradicionais escolas do Reino Unido, Canadá e EUA.

Por que aprender Francês?

Saber Francês ajuda em viagens
Aprendizado do idioma é muito útil em viagens

Muita gente se pergunta das razões para aprender Francês hoje em dia. Sabemos que o Inglês já é considerado item básico no currículo profissional, então dominar uma segunda língua estrangeira é um ótimo diferencial, não acha? Há também quem diga que o Francês é a língua do futuro, o que pode fazer sentido diante da importância e crescimento do idioma.

Segundo estudo da Organização Internacional da Francofonia em parceria com a Casa Gallimard, entre 2014 e 2018 o número de falantes de Francês no mundo aumentou quase 10%, totalizando 300 milhões de pessoas. Assim, o Francês é a 5ª língua mais falada depois do Chinês, do Inglês, do Espanhol e do Árabe. Contudo, costuma ser a terceira na preferência dos empregadores, depois do Inglês e do Espanhol.

Isso se deve à importância da cultura francesa na economia globalizada, já que o idioma está presente nos cinco continentes. O Francês também é a língua oficial em 32 estados e governos e na maior parte das organizações internacionais. Além disso, essa é a Língua de ensino de mais de 80 milhões de pessoas, em 36 países e territórios.

E a maior parte dos falantes diários do francês está no continente africano (59%) e apenas 1,6% na América Latina e Caribe. Bora, aprender Francês e mudar essa estatística, gente?!

Curso de Francês para viagem online e gratuito

Mas, se é um aprendizado básico e rápido de Francês o que você deseja, o curso gratuito da Loecsen é uma boa opção. Mais ainda se estiver planejando uma viagem para um país de língua francesa. Já testei e achei a plataforma prática, atraente e agradável. O curso é composto por dezessete lições, que vão desde as palavras e expressões mais básicas até a conversação e situações comuns em uma viagem, como pedir comida em um restaurante ou pegar um táxi.

Então, na prática, a gente lê, ouve, repete ao microfone, reproduz a gravação para conferir como ficou nossa pronúncia e ainda pode baixar textos e áudios para ouvir no celular. Outra coisa bacana desse site, além de estar em Português, é que indica mais conteúdos e cursos disponíveis na internet para quem quiser ampliar os conhecimentos na língua estudada. O mesmo modelo de curso é oferecido pela Loecsen para o aprendizado de outros 39 idiomas. Todos gratuitos!

Referências:

  • Com informações da Organização Internacional da Francofonia, das escolas e sites mencionados, disponíveis em 13 de Abril de 2020.

Como ficam os voos no Brasil durante pandemia da Covid-19

Oferta de voos no Brasil cai 91,6% durante pandemia da Covid-19, mas ligações entre todos os estados são mantidas. Saiba quais cidades continuam a ser atendidas!

Desde 28 de Março de 2020, o número de voos semanais no Brasil foi reduzido em 91,6%, passando de 14.781 para 1.241. Contudo, a malha aérea emergencial mantém ligados todos os estados e o Distrito Federal. Mudanças devem ser mantidas até o final de Abril. As informações são da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), com base nos ajustes das Cias aéreas Gol, Azul e Latam.

Além das capitais dos 26 estados e o Distrito Federal, outras dezenove cidades do país são atendidas. Os voos semanais estão distribuídos em 723 no Sudeste, 153 na região Nordeste, 155 voos no Sul, 135 no Centro-oeste e 75 voos para a região Norte.

O principal objetivo é manter uma malha de voos no Brasil durante a pandemia que continue integrando o País, para que nenhum estado fique sem pelo menos uma ligação aérea. Segundo a ANAC, com a redução drástica de voos em Março, em decorrência da pandemia do coronavírus, havia o risco de uma paralisação total do serviço.

Malha essencial para quem precisa viajar

REdução de voos no Brasil durante pandemia: Malha aérea por estado
Mapa da distribuição de Cias aéreas por estado durante pandemia

Com a malha essencial, o transporte aéreo fica disponível para quem precisa viajar, como profissionais de saúde, por exemplo. Quanto às viagens de lazer, a maioria das operadoras de viagem e turismo estão trabalhando na oferta de pacotes a partir de Julho. A perspectiva de queda nos preços dos serviços e a possibilidade de remarcação sem multa geram ofertas atrativas.

Voos no Brasil durante pandemia por empresa e região

Cidades atendidas- Malha aérea Abril 2020
Cidades da região sudeste atendidas durante pandemia da Covid-19

Considerando a programação das Cias Gol, Azul e Latam, a queda das localidades atendidas foi de 56,06%, passando de 106 para 46. Ao todo, com a redução dos voos no Brasil durante a pandemia as empresas aéreas estão operando 1.241 voos semanais, sendo 483 voos da Latam, 405 voos da Azul e 353 voos da Gol.

A distribuição por região pode ser visualizada nos mapas nacional e da região Sudeste (fotos). No estado de São Paulo, além da capital, as cidades que continuam a ser atendidas com voos são Campinas e São José do Rio Preto. A ANAC disponibiliza mapas e informações para outro estados e regiões do País com a lista de todas as cidades atendidas nesse período.

Quanto às viagens internacionais, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que sejam realizadas apenas em casos de efetiva necessidade. Nesses casos, é necessário verificar as recomendações das autoridades de saúde locais e adotar medidas de precaução. O site da IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) disponibiliza lista com as restrições de cada país.

Referências:

  • Com informações e mapas da Assessoria de Imprensa da ANAC.

© 2020 Embarque40Mais

Theme by Anders NorénUp ↑

%d blogueiros gostam disto: