Queijos mineiros premiados na França com 50 medalhas

Produtores de queijos mineiros são premiados na França! Minas Gerais, referência em gastronomia entre brasileiros, sediará 1º Mundial do Queijo do Brasil.

Nada menos que cinquenta do total de 56 medalhas conquistadas por brasileiros no “Mondial du Fromage et des Produits Laitiers” foram para produtores de queijo do estado de Minas Gerais. A quarta edição do evento aconteceu entre os dias 2 e 4 de Junho de 2019, na pequena cidade de Tours, região central da França. Participaram do concurso 952 produtos de quinze países, que foram avaliados por 135 juízes.

Entre os brasileiros premiados, quatro conquistaram o selo Super Ouro, categoria máxima do concurso. Outros seis foram classificados como Ouro, 23 Prata, e 23 como Bronze. O maior destaque entre os queijos mineiros premiados é para a região da Serra da Canastra, que obteve 24 das 50 medalhas. São Roque de Minas conquistou dezessete medalhas. Delfinópolis ficou com três medalhas, Medeiros e Bambuí com uma cada.

Os queijos mineiros premiados com Super Ouro são “Santuário do Mergulhão Curado”, de São Roque de Minas; “Queijo Vale do Gurita”, de Delfinópolis; e “Canastra do Ivair”, de São Roque de Minas. Na categoria Ouro, os medalhistas foram “Mineirinho”, de Araxá; “Rancho 4R (180 dias)”, da Canastra; “Fazenda Bela Vista (60 dias)”, de Alagoa; “Queijo Cruzília”, de Cruzília; e “Rancho das Vertentes” (Névoa Tronco de Pirâmide), de Barbacena.

Turistas podem conhecer produção de queijos mineiros premiados

Queijos mineiros premiados na França foram avaliados por 135 juízes
Concurso na França avaliou 952 queijos de quinze países. Crédito: Benjamin Dubuis/ Mondial du Fromage 2017/ Divulgação

Para 29% dos turistas que visitam o Estado, a gastronomia é a principal imagem que têm de Minas Gerais, segundo pesquisa realizada pela Secretaria Estadual de Cultura e Turismo. Entre os motivos estão a alta qualidade dos produtos, a variedade, os roteiros gastronômicos e os locais de produção que permitem visitas.

Entre esses locais estão fazendas de produção de queijos mineiros premiados. Para o restante do País, o queijo artesanal é o mais famoso produto típico mineiro. Queijos produzidos na região da Canastra, por exemplo, são registrados como Patrimônio Cultural e Imaterial Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 2008.

Além da gastronomia, as cidades da Serra da Canastra têm vários atrativos turísticos, a exemplo do Parque Nacional da Serra da Canastra, da nascente do Rio São Francisco, das centenas de cachoeiras, pequenos povoados e fazendas. Em algumas fazendas é possível conhecer o sistema de produção dos queijos artesanais e a história de cada produtor.

Se pretende visitar a região, leia antes nosso post sobre as cachoeiras de águas cristalinas de Delfinópolis!

70 mil toneladas de queijos mineiros por ano

Minas Gerais é o Estado que mais produz queijos: nada menos que 70 mil toneladas por ano. Sete microrregiões produtoras merecem destaque: Serra do Salitre, Serro, Campo das Vertentes, São Roque de Minas, Cerrado, Triângulo Mineiro e Araxá.

E será em Araxá o 1º Mundial do Queijo do Brasil, nos dias 9 e 10 de Agosto deste ano, realizado pela SerTãoBras com apoio da Guilde Internationale des Fromagers e da Aqmara (Associação dos Produtores do Queijo Araxá). O evento deverá contar com a visita de uma comitiva da Guilde des Fromagers, dirigida pelo queijeiro francês Roland Barthélemy. Os queijos serão avaliados por um corpo de jurados especialistas, de diversos países.

Referências:

Com informações e imagens fornecidas pela Secretaria Estadual de Turismo de Minas Gerais. Foto destacada: Benjamin Dubuis/ Mondial du Fromage 2017.

midacosta
  • midacosta
  • Autora do embarque40mais.com. Uma jornalista do interior de São Paulo-BR, que adora conhecer lugares, culturas e contar boas histórias.

Adoraríamos saber sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: