Tagmasp

Conheça grandes museus brasileiros sem sair de casa

Visitar museus brasileiros sem sair de casa, pela internet, é opção de entretenimento e enriquecimento cultural em tempos de isolamento. Confira a seleção e divirta-se!

Por conta do distanciamento social para reduzir a disseminação do coronavírus, a gente tem passado muito mais tempo em casa. Então, descobrir e explorar atividades interessantes via Internet tem sido uma boa forma de amenizar a sensação de confinamento. Temos visto várias iniciativas de entidades culturais abrindo seus acervos para visitas virtuais. Dessa vez, a sugestão veio da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, com uma lista que inclui alguns dos principais museus do Brasil!

Visitas virtuais a museus paulistas

Museus brasileiros sem sair de casa: Moema, obra de Victor Meirelles
Moema (1866), Victor Meirelles, no MASP

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateabriand (MASP), na cidade de São Paulo, é um dos mais importantes do mundo. A arquitetura do prédio, projetado por Lina Bo Bardi, já é um grande atrativo, que guarda em seu interior um rico acervo com mais de 9 mil obras, entre pinturas, esculturas e objetos.

No MASP é possível encontrar obras de Cézanne, Delacroix, Modigliani, Renoir, Picasso e Tarsila do Amaral, entre tantos outros grandes artistas, além de artefatos de vários períodos da história mundial. Já estive lá pessoalmente e posso dizer que o tour virtual do MASP é bem realístico.

Em Campos do Jordão, cidade do Vale do Paraíba em meio à Serra da Mantiqueira, há o Museu Felícia Leirner e seu Auditório Claudio Santoro. É possível passear em 360º por esse belo cenário natural compondo com as obras da escultora Felícia Leirner.

Museus brasileiros sem sair de casa: Museu eticia Leirner, Campos do Jordão
Museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão-SP

Entre os museus da Baixada, dá para fazer um tour virtual pelo Museu do Café de Santos, que fica no charmoso centro histórico da cidade. Boa parte da história da riqueza e cultura do café passou por esse prédio, que é preservado e muito bonito!

Veja também online museus no interior de SP

Museus brasileiros sem sair de casa: Museu Casa de Portinari, em Brodowski
Ateliê de Portinari pode ser visitado pela Internet

A oeste de São Paulo, em Tupã, estão reservas indígenas de várias culturas, entre elas a Kaingangue e a Krenak. Por isso, a cidade abriga o Museu Índia Vanuíre, que relembra a saga e os conflitos envolvendo colonos e indígenas no início do século XX.

Em Brodowski, a 336,7 km da capital paulista, terra natal do pintor Cândido Mariano Portinari, está o Museu Casa de Portinari. No local onde nasceu e viveu o artista estão pinturas, desenhos e objetos pessoais. Visite o Museu Casa de Portinari em 360º.

Gosta de viajar? Então também pode se interessar em saber quais as perspectivas para viagens no Brasil quando a pandemia de coronavírus passar.

Visite outros museus brasileiros sem sair de casa

Obra no site do Museu Nacional de Belas Artes do Rio
Site do MNBA, no Rio, nos permite explorar obras de onze coleções

E há vários outros museus brasileiros que a gente pode espiar virtualmente, como o Instituto Ricardo Brennand (IRB), em Recife-PE, eleito o melhor museu da América do Sul. A entidade sem fins lucrativos possui acervo de arte medieval, a maior coleção de obras do pintor holandês Franz Post (do período do Brasil Holandês) e obras modernas.

Outro que merece uma visita virtual é o Museu Nacional de Belas Artes, que fica na Cinelândia, Rio de Janeiro, próximo à Biblioteca Nacional e ao Teatro Municipal. Seu acervo, iniciado em 1816, é considerado hoje uma das mais significativas coleções de arte do País. São mais de vinte mil obras, do Brasil e de outros países, divididas em onze coleções.

Em Minas Gerais tem o Instituto Inhotim, considerado um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e o maior museu a céu aberto do mundo. Fica em Brumadinho, dentro de uma área de Mata Atlântica. No acervo, obras de Portinari, Guignard e Di Cavalcanti, entre muitos outros. O tour virtual do Inhotim está disponível no Google Arts. Aliás, essa plataforma do Google nos permite visitar centenas de museus em todo o mundo (em Inglês). Descubra!

Acho uma experiência bacana essa de visitar museus brasileiros sem sair de casa. Claro que um tour virtual não é a mesma coisa, mas acrescenta e nos estimula a planejar uma visita física, para quando for possível. E você? Conte nos comentários!

✈️Quer auxílio profissional para planejar sua próxima viagem? Pode contar com a consultoria personalizada da Embarque40Mais Viagens, a agência do blog. Desde a escolha do destino, hospedagem, passagens aéreas e passeios, até um roteiro exclusivo! ☎️(19) 988.380.781. WhatsApp: https://wa.me/5519988380781. [email protected] Cadastur: 29.325.163/0001-26.

Referências:

  • Texto editado com informações da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo e das instituições responsáveis, disponíveis nos sites oficiais em 28/03/2020.
  • Fotos exterior do MASP e quadro “Moema” de Michele da Costa (direitos reservados). Demais imagens da Secretaria Estadual e prints dos sites das instituições.

Adote um Renoir do MASP! Doações até 27 de Dezembro

Além de contribuir com uma grande causa, valores podem ser recuperados com declaração de IR. Veja obras do MASP restauradas com campanha e saiba como doar!

O quadro “Rosa e azul – As meninas Cahen d’Anvers”, pintado em 1881 por Pierre-Auguste Renoir, uma das mais icônicas do acervo do MASP, foi indicada para restauração com a campanha “Adote uma Obra” de 2019. O projeto, existente desde 2017, viabiliza a arrecadação de recursos por meio de doações de imposto de renda para a preservação do acervo do museu. 

Sofia Hennen, responsável pelo núcleo de conservação e restauro do MASP, explica: “O quadro de Renoir foi escolhido por apresentar algumas zonas de pintura frágeis, além de alguns problemas estéticos, tais como irregularidades no verniz”. 

O primeiro passo é fazer um estudo aprofundado da técnica e do estado da obra para que depois seja escolhido o tratamento adequado. Um especialista em pintura francesa do século 19, ainda em definição, ficará responsável pelo processo. A primeira edição da ação, há dois anos, custeou o restauro de “O Escolar”, de Van Gogh, feito no Museu Van Gogh, em Amsterdã.

Obras de Portinari já foram restauradas

Doações de 2018 permitiram restauro de “Retirantes” (1944) e outras duas obras de Portinari. Foto: João Musa

Em 2018, a obra do MASP adotada foi “Retirantes”, de Candido Portinari. A pintura do modernista brasileiro passa pela última etapa de tratamento e deve retornar ao acervo ainda neste ano. 

Além de “Retirantes”, a equipe de conservação e restauro do MASP estudou e tratou duas outras obras de Portinari: “Criança morta” e “Enterro na rede”, também de 1944. O trabalho em conjunto nas três telas permitiu ganhos e sinergias, já que as obras têm diversos pontos de contato e parecem ter sido criadas como uma série. 

Em Abril, os três quadros foram submetidos a diferentes exames científicos, realizados por uma equipe do Instituto de Física da USP (IFUSP). Em seguida, as obras receberam diagnóstico e prescrição por uma equipe formada por restauradores do MASP e externos, do ateliê De Vera Artes, escolhidos pela experiência com obras de Portinari. 

As três obras, que tinham passado por intervenções e restauros ao longo dos anos, apresentavam bom estado de conservação, mas mostravam problemas pontuais como falta de tensão nas telas, craquelês (fissuras), pequenas perdas na camada pictórica e irregularidade no verniz. O tratamento incluiu limpeza, reintegração cromática e aplicação de verniz, entre outros. 

Como adotar uma obra do MASP:

pintura de menino com chapéu e blusa azul
“O escolar”, de Van Gogh (1888), foi primeira obra restaurada pela campanha. Foto: MASP

É muito simples doar! Acesse o site do MASP, clique no botão “Quero doar” e preencha o cadastro com seus dados e o valor da doação. Na sequência, o museu enviará uma mensagem ao seu e-mail com os dados bancários. Após identificado o pagamento, receberá o recibo de mecenato, que deverá ser anexado à declaração do imposto de renda.

O valor mínimo da doação é de R$ 300. Caso o contribuinte tenha imposto a ser restituído, a doação aumenta o valor da restituição. Pessoas jurídicas também podem adotar uma obra do MASP, como garante a Lei Federal de Incentivo à Cultura, porém com alíquotas de dedução diferenciadas. 

Qualquer pessoa pode doar, desde que seja optante pela declaração “modelo completo” e não ultrapasse o limite global de 6% do IR devido. No mesmo link de doação o interessado também encontra respostas para as dúvidas mais frequentes. A data limite para doação é 27 de Dezembro de 2019. 

Sobre o MASP

O MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) fica na Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP. Telefone: (11) 3149-5959. Funcionamento: de quarta-feira a domingo, das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); Terça Grátis Qualicorp das 10h às 20h (bilheteria até 19h30). Ingressos: R$ 40 (entrada); R$ 20 (meia-entrada).

  • Com informações e fotos fornecidas pela Assessoria de Imprensa do MASP.

© 2020 Embarque40Mais

Theme by Anders NorénUp ↑

%d blogueiros gostam disto: