Tagsonhos

Flamenco transforma vida depois dos 40

“Eu me encontrei”, diz Ana Paula Sabella, gerente comercial, de Campinas (SP-Brasil), sobre começar a dançar flamenco após os 40 anos de idade. Depois de uma separação e com o filho crescido, ela finalmente encontrou tempo para fazer as aulas de dança que desejava tanto.

O aumento da autoestima e os benefícios de fazer uma atividade física regularmente transformaram a vida dela, hoje com 46. O vídeo, com a entrevista de Ana Paula, inaugura oficialmente o Canal do Embarque40Mais no YouTube. Siga! E você, o que sonha em realizar? Conte nos comentários!

Ana Paula conta como o Flamenco mudou sua vida:

Entrevista de Ana Paula ao Embarque40Mais. Duração: 5′

Gostou do post? Então apoie o Embarque40Mais, comentando e compartilhando com os amigos! Se estiver planejando viajar, confira nossas Dicas de Serviços para sua viagem


Créditos: 

  • Foto destacada: Andressa Vilella/ Arquivo Pessoal Ana Paula Sabella.
  • Imagens entrevista vídeo: Regina Rocha Pitta e Michele da Costa/ Embarque40Mais. 
  • Imagens dança: Arquivo Pessoal Ana Paula Sabella. 

Você também pode gostar de ler a entrevista da professora Ciça Toledo, sobre sua realização em estudar teatro. 

Janelas para inspirar: Lisboa e Barcelona

Uma seleção especial de fotografias de janelas para inspirar ideias e sonhos! De viagem a Lisboa e Barcelona, no interior de locais turísticos e históricos. 

Adoro observar e fotografar janelas, acho que elas têm um significado muito especial. Quando encontro uma janela aberta é como se novas possibilidades se abrissem para mim.. de ver o novo, o belo, enxergar além daquelas quatro paredes, expandir meus horizontes.

Ao mesmo tempo, a segurança do ambiente conforta e me permite refletir se e quando interagir com a paisagem externa, emoldurada como uma obra de arte, mas real e em movimento constante como todas as coisas vivas.
Em minhas viagens e passeios, sempre paro para ver as janelas. 

De algumas janelas podemos ter uma visão geográfica ampla do exterior, de outras vemos apenas o nosso quintal, mas penso que o que enxergamos através dessas aberturas depende muito mais de nós mesmos, da nossa disposição e sensibilidade. Em uma casa antiga, penso nas gerações de uma família, em mães e pais observando por uma janela seus filhos, netos e bisnetos brincando, crescendo e se multiplicando.

Histórias de janelas

Em locais históricos, fico a pensar nas personagens que olhavam por aquelas janelas há centenas ou milhares de anos e como elas viam o mundo lá fora. Quantas decisões importantes, que mudaram os rumos de nações inteiras, teriam sido tomadas ali, por reis, rainhas e outros líderes políticos, que abriram essas janelas para tomar ar puro e pensar enquanto olhavam a paisagem.

Ou quantos escravizados e aprisionados olharam pelas janelas gradeadas de suas masmorras pensando se voltariam a caminhar livremente pelo lado de fora. É, as janelas dizem muito sobre a gente, sobre ser humano.

Espero que essa minha seleção, a partir de locais que visitei em Lisboa (Portugal) e Barcelona (Espanha), entre Outubro e Novembro de 2017, contribua para nos inspirar a cada vez mais abrirmos as janelas dos nossos corações e mentes para um mundo com menos desigualdade, mais respeito e amor! Bj da Mi

Fotos de janelas para inspirar


Planeja viajar? Veja nossas dicas de serviços para organizar sua viagem com segurança e economia! Passagens aéreas e de ônibus, hospedagem, aluguel de carro, seguro viagem, ingressos para parques e passeios.  


Saiba mais sobre os locais dessas imagens: 

Apoie o Embarque40Mais: Comente e compartilhe nossos posts com seus amigos, siga-nos por e-mail e nas redes sociais! 

© 2019 Embarque40Mais

Theme by Anders NorénUp ↑

%d blogueiros gostam disto: