Embarque40Mais

Viagens Seguras no Brasil: destinos qualificados por Conselho Mundial

Passeio entre ilhas em Paraty, Rio de Janeiro. Crédito: Wilson Lima/ Embarque40Mais

Saiba quais destinos no Brasil já receberam o selo de Viagens Seguras (Safe Travels), do Conselho Mundial de Viagens de Turismo, e o que isso significa.

O Conselho Mundial de Viagens de Turismo (World Travel & Tourism Council- WTTC) já habilitou dezessete destinos turísticos no Brasil para a utilização do selo Safe Travels. Entre esses destinos estão nove estados e oito municípios.

O uso do selo significa que os protocolos adotados nesses lugares, para reduzir os riscos de transmissão do novo coronavírus, são adequados a padrões internacionais. Por isso, o “Safe Travels” (Viagens Seguras) é reconhecido mundialmente como um indicativo de destinos e empresas aptos a receberem turistas com qualidade e segurança.

Então, para obter o selo é necessário fazer uma inscrição e seguir as recomendações do WTTC, criadas a partir de colaborações de governos, especialistas em saúde, setor privado e viajantes. Dessa forma, segundo o Conselho, o objetivo é unificar soluções e protocolos para garantir que as pessoas estejam e se sintam seguras durante suas viagens.

O WTTC informa que, embora os protocolos levem em consideração as diretrizes atuais da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do CDC*, serão atualizados à medida que novas informações forem disponibilizadas sobre a COVID-19.

Protocolos para viagens seguras no Brasil devem ser realistas 

Selo Safe Travels divulgado pelo governo do estado de Minas Gerais

De acordo com o Conselho Mundial de Viagens de Turismo, os protocolos adotados devem estar de acordo com o nível de risco do destino. Os protocolos de saúde, saneamento, desinfecção, distanciamento e segurança também precisam ser realistas, para que as empresas de todos os tamanhos possam custear e implementar. 

Contudo, as empresas do segmento devem oferecer equipamentos de proteção aos funcionários e visitantes. Além disso, os destinos e empresas do setor devem orientar os turistas a usarem máscara em todos os meios de transporte e lugares fechados, a manterem o distanciamento físico e higienizarem as mãos sempre que possível.

Por outro lado, os protocolos dos destinos não devem impor período de quarentena aos viajantes, limite de capacidade abaixo de 70% e nem o distanciamento físico acima de 1,5 metro, a menos que seja estritamente necessário. Por fim, recomenda-se utilizar o termo “distanciamento físico” em vez de “distanciamento social”, entre outros protocolos básicos.

Ademais, você também pode gostar de saber o que mudou nos aeroportos brasileiros para maior segurança.

Destinos que receberam o selo de Viagens Seguras no Brasil:

Igreja na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais. Crédito: Michele da Costa/ Embarque40Mais

Alagoas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo são os estados brasileiros que já receberam o selo Safe Travels (viagens seguras).

Entretanto, dentro de alguns desses estados também há municípios qualificados, como Florianópolis e Balneário Camboriú (Santa Catarina) e Acari e Tibau do Sul (Rio Grande do Norte).

Ao mesmo tempo, destaca-se uma grande capital turística com o selo de Viagens Seguras, que é Salvador, na Bahia. A seguir, confira a lista completa (até a publicação desta notícia), com os destinos e órgãos responsáveis:

Brasil tem selo “Turismo Responsável”

Por enquanto, o Brasil não está entre os países habilitados pelo WTTC, como Argentina, Peru, Equador, Bahamas, Portugal, Croácia, Filipinas e outros. Mas o Ministério do Turismo criou o selo Turismo Responsável, com protocolos de prevenção à COVID-19 para todos os segmentos de turismo, lazer e eventos, inclusive turistas. 

Assim, no site oficial da campanha é possível conferir mais detalhes e adesões, pesquisando por estado e município. Então, atualmente o selo nacional conta com 23,4 mil adesões, a maioria nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Referências:

A jornalista profissional Michele da Costa redigiu e editou esta notícia (todos os direitos reservados).

Com informações dos sites oficiais mencionados, do Ministério do Turismo do Brasil e do WTTC (inclusive a lista de destinos com o selo Safe Travels), disponíveis em 09/11/2020.

*CDC: Sigla para Centers for Disease Control and Prevention (Centros para Controle e Prevenção de Doenças), do governo dos EUA.

Sair da versão mobile